Aulas de Dança do Ventre em Brasilia

5- Movimentos da dança universal: Movimentos de pernas e tronco

  Movimentos de Pernas

  • Plié: dobra do(s) joelho(s). Movimento gradativo e suave dos joelhos que dobram sem suspender os calcanhares, que permanecem apoiados no chão. No movimento de subida, levanta-se o corpo com a mesma velocidade que baixou, como se empurrando o chão, pressionando os calcanhares contra o chão. Os joelhos devem estar na mesma direção das pontas dos pés.
  • Relevé: subir na meia ponta dos pés. Uma suspensão do corpo sobre as pontas dos pés ou, sobre o metatarso. Para que aconteça o relevé, é necessário um pequeno plié antes. O mesmo movimento sem o plié inicial, resulta no elevé, que não é utilizado na dança do ventre.
  • Battement: batida. Um movimento de batida da perna, estendida ou dobrada. Existem batidas grandes (grand battement) e pequenas (petit battement), onde a perna em movimento é levantada dos quadris para o alto, baixando e fechando em seguida. O famoso “levantar a perna lá em cima”.

DSC_8405

  • Coupé: cortar. Um pé se posiciona contra o outro. Popularmente falando para dança do ventre, um pé está encostado no tornozelo do outro (ex.: arabesque baladi).
  • Développé: desenvolvido. A perna que está em movimento executa um passe, puxando a perna para cima pelo joelho, os pés colados a perna de base, para ser então estendida no ar. Os quadris devem estar na direção que o bailarino está voltado.

developpe

  • Enveloppé: envolvido. Movimento exatamente contrário ao développé, a perna que está em movimento executa um battement e no retorno dobra o joelho, passando por um passé para emfim chegar ao solo. Os quadris devem estar na direção que o bailarino está voltado.
  • Fouetté: chicoteado. Termo aplicado ao movimento de chicote. Pode ser desde um movimento curto do pé levantado à medida que passa rapidamente para a frente ou atrás do pé de apoio ou ainda em torno do corpo a partir de uma direção para a outra.
  • Pas de bourrée: existem diversas formas de executar este passo (dessous, dessus, emboite, em tournant,…), mas basicamente ele consiste em deixar uma perna ao lado que irá iniciar o movimento cruzando pela outra perna, que imediatamente abre ao lado, permitindo que a perna inicial faça novamente o mesmo movimento e feche na sequência, encerrando.
  • Pas de Basque: passo do Basco. Característico das danças bascas. Um movimento em três tempos, alternado de lado a lado por um glissé (deslizado). Basicamente uma perna se abre fazendo um pequeno deslize para o lado trazendo a outra perna para concluir o movimento.
  • Passé: uma perna está na base. O pé da perna que está em movimento sobe pela perna de base arrastando a ponta do pé por ela até o joelho.

DSC_7401

  • Piqué: com a perna que está em movimento, nesse passo deve-se tocar o chão e subir no eleve diretamente em movimento, em qualquer direção ou posição desejada, com o outro pé suspenso no ar imediatamente depois. Na dança do ventre é muito usado para montar o arabesque mas também usa-se em giro. (piqué passé, piqué arabesque, piqué attitude, etc…)
  • Pointe: a ponta do pé. Entre outras diversas definições, é quando tocamos suavemente a ponta dos pés no chão logo levantando novamente a perna. Na dança do ventre, é conhecido como aquele “choquinho” de quando o pé toca o chão e levanta rapidamente.
  • Rond de jambe: pode ser executado en dehors ou en dedans, no chão (a terre) ou no ar (en l’air). Consiste em manter uma perna como base enquanto a outra, esticada e guiada pela ponta do pé, desenha um meio círculo completo, 180º, na lateral do corpo, como em um compasso.
  • Temps lié: tempo ligado. Usado para transferir a base de uma perna para outra.
  • Tombé: termo usado quando o corpo cai para frente, para trás ou para o lado, apoiando-se nesta nova base, com uso do plié.

 

  Movimentos de Tronco

  • Cambré: arqueado. Dobrar o corpo a partir da cintura para os lados, para frente (conhecido como souplesse) ou para trás, com a cabeça acompanhando o movimento.

cambree

  • Épaulement: com os ombros. Termo do método Cecchetti para indicar um movimento do dorso a partir da cintura, levando um ombro a frente e outro atrás
  • Souplesse: flexibilidade. Usado para definir um cambré para a frente, por exemplo em posição oriental.
  • Révérence: reverência. Termo usado para caracterizar o momento em que a bailarina agradece ao público.

 Fonte: Glossário da Dança do Ventre, por Bailarina Suheil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>