Aulas de Dança do Ventre em Brasilia

6- Movimentos da dança universal: Giros e Deslocamentos

Giros

Conceitos:

    –    Giro simples: um giro

    –    Giro duplo: dois giros

    –    Giros sequenciais: diversos giros iguais, consecutivos.

 

  • Chainés: acorrentados, elos. Um conjunto de giros rápidos executados sequencialmente, aonde deve acontecer uma transferência de peso de uma base para a outra, ocasionando um meio giro por vez. Os pés são mantidos bem juntos na primeira posição enquanto as voltas são feitas na maior velocidade possível. Similar a déboulé.
  • Déboulé: rodando como uma bola. O mesmo que Chainés.
  • Giro no relevé: ou na meia-ponta. Este giro consiste em girar no seu próprio eixo, usando o metatarso como apoio e permitindo as mais diversas evoluções.
  • Pivot: articulação. Um dos giros tecnicamente mais fáceis e conhecidos não apenas dentro de diversas modalidades de dança, como também na moda. O conceito do pivot é o mesmo de um compasso: uma ponta fixa permite que a outra ponta rode. Com um dos pés preso ao chão como o centro do compasso a outra perna irá cruzar a base pela frente (en dedans) ou por trás (endehors) e envolver, enrolar, a perna que está servindo como base, para depois subir no relevé e desenrolar, fazendo com que aconteça o giro. Pode ainda ser executado pela metade, como transição de um lado para o outro, mas não permite dois giros ou mais.
  • Soutenu: sustentado, suportado. Uma perna é lançada primeiro e a outra vem em sua direção subindo no relevé e juntando-se a primeira de forma colada e bem esticada, mantendo-se na posição com se um eixo a puxasse para cima, a sustentasse.

 

Deslocamentos

  • Chassé : caçado, perseguido. Um passo aonde um pé lateralmente persegue o outro, que sai de sua posição, escorregando, e pega o seu lugar. Muito usado na dança do ventre com o uso simultâneo do quadril. Não é o mesmo que contratempo.
  • Contretemps: contratempo. Existem diversas formas de se realizar este passo de acordo com a modalidade de dança apresentada. Na dança do ventre ele ganha características parecidas com o do jazz dance. A primeira perna cruza por trás da segunda, que abre preparando uma 2º posição. A primeira perna faz a posição corretamente e o movimento termina com um plié na segunda perna. Esses quatro movimentos são realizados em apenas dois tempos (usa-se então o contratempo). Contratempo também é usado quando o passo feito é feito o Chassé sem a característica de escorregar e marcando os três tempos nos pés (abre, cruza e apoia).

 

  • Manéges: circular. Termo aplicado a passos executados em círculo. Executar determinado passo, circularmente pelo palco. Exemplos: passo básico em manégechené em manégechassé em manége, caminhar em manége,…
  • Pas couru: passo corrido, correndo. Usado muito nos pas de bourrée e na dança do ventre unido ao shimme, deu origem ao Tchutchu shime.
  • Pas de Valse: passo de valsa. Feito com uma oscilação do corpo e com movimentos de braços diferentes. Pode ser feito de frente ou en tournant (girando). O passo é como um ballancé, mas os pés não se cruzam.

 

 Fonte: Glossário da Dança do Ventre, por Bailarina Suheil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>