A comunicação afetiva e a dança

tantra2

 

Uma comunicação afetiva é aquela em que os envolvidos numa relação estão abertos a uma comunicação em que possam colocar-se e ver o outro honestamente. Para que isto aconteça são necessários confiança e interesse genuíno de trocas de todas as partes. Mas nem sempre essa comunicação é feita de forma plena pois todos passamos por diversos condicionamentos no decorrer de nossas vidas.

Quando um está preso às suas máscaras não existe uma comunicação real e sim reativa. É bom entrarmos num estado de observação e também perceber se o outro está disposto a se observar. Cada pessoa tem o seu tempo e talvez seja doloroso para o si ou o outro mexerem em suas máscaras, ou talvez exista medo em fazê-lo por muitas coisas terem sido construídas sobre ela.

Pode ser que seja preciso um tempo maior para ponderar e todos nós estamos suscetíveis a isso. Porém, essa observação pode não acontecer por haver uma necessidade da máscara por proteções e construções desenvolvidas ao longo do tempo, ou até mesmo não interesse no auto-trabalho.

A observação sempre é uma boa forma de perceber os níveis da situação envolvida.

Na tentativa de se estabelecer uma comunicação afetiva e a percepção de que ela não irá acontecer, dê ao outro um tempo para maturação. Vendo que mesmo com abertura a comunicação não se estabelece, preste atenção no que o fez de alguma maneira atrair isto e procure relações onde se consiga estabelecer uma comunicação real e amorosa.

Nos trabalhos de dança do Projeto Ventre Brasil, uma das atividades iniciais que temos durante as aulas são práticas meditativas e de auto-percepção. Com o tempo, as crianças vão aprendendo a aprofundar-se sobre o que sentem seu corpo fisicamente e emocionalmente, e a entender as origens de suas reações. Isso ajuda a tê-las mais consciência corporal e emocional e melhora sua capacidade de comunicação interpessoal, respeitando seus limites e suas verdades internas.

A percepção do corpo e das emoções são elementos que interferem diretamente na dança e a torna uma linguagem real e expressivamente verdadeira.

Vamos dançar para ser expressar o que sentimos!

 

Ventre Brasil - olhar

                     Exercício de consciência emocional através do olhar realizado durante as aulas do Projeto Ventre Brasil.

 

Depoimento de  alunas do Projeto sobre uma das práticas de meditação:
“Eu estava me sentindo cansada, pernas doendo pulmão agitada e mente pesada… Comecei a me aliviar de todo peso e cansaço.
Durante o exercício eu já tava um pouco aliviada e me sentindo mais calma com a respiração do abdômen, do diafragma e do peito. Eu terminei o exercício renovada, completa, calma, mente aliviada e com o corpo leve. Eu observei a respiração e a calma que me fez.”
Lueny Franklin , 7 ano D

 

” Bem… Durante o processo das aulas fui sentindo uma certa liberdade, uma forma de colocar pra fora tudo que me sufocava, sem explodir ou descontar tudo em alguma pessoa.
Na última aula que eu fui, minha professora passou um exercício de respiração profunda, eu sempre achando que o que eu via nos filmes ,de relaxamento, leveza ,etc… fossem mentira.
No começo do exercício eu estava preocupada com as provas chegando e com algumas coisas pessoais .
Então a professora explicou o exercício, pediu para que nós deitássemos no chão e começamos a fazer uma respiração profunda.
Ela foi nos instruindo durante o processo. Até que eu comecei a levar meu pensamento além, sabe quando é de manhã e você não quer sair da cama de jeito nenhum porque aquilo está bom demais pra ser desperdiçado. A sensação era ótima, eu estava tão tranquila que acabei dormindo sem perceber.
No final do exercício a professora me acordou, pois o horário já havia acabado. Passei o resto do meu dia sem me preocupar com o resto das coisas ,prestando atenção em cada detalhe .
Só mais uma coisa… Na minha opinião, deveríamos fazer isso mais vezes!”

Bianca Moreira 7° ano C, aluna do Projeto Ventre Brasil

 

Texto: Diana Arássad, arte educadora da SEDF desde 2003,  formada pela FADM, arteterapeuta formada pela UCAM, desenvolve o Projeto Ventre Brasil desde 2012 em escolas públicas do DF trabalhando dança árabe e danças brasileiras. Professora e bailarina formada pelo Método Acadêmico Suheil de Ensino de Dança do Ventre. Estudiosa de culturas, meditações e participa de trabalhos de Tantra Osho e Sagrado Feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>